Hidratos de carbono: vilões ou amigos?

Os hidratos de carbono são, tantas vezes, considerados os vilões das Dietas. Será verdade ou será tudo uma questão de equilíbrio?

Continue a ler o nosso artigo e descubra.

O que são hidratos de carbono?

Os hidratos de carbono são, a par com as proteínas e as gorduras, um dos macronutrientes disponíveis nos alimentos.  A sua principal função é fornecer energia e, quando consumidos em excesso, são armazenados sob forma de gordura para serem utilizados posteriormente como fonte de combustível.

Tipos de hidratos de carbono

É também necessário perceber que este macronutriente pode ser dividido em três categorias:

  • Hidratos de carbono simples: constituídos por um ou dois açúcares simples, são absorvidos mais rapidamente pelo organismo e existem essencialmente na fruta (frutose), no leite (lactose) e no açúcar comum (sacarose);
  • Hidratos de carbono complexos: constituídos por cadeias longas de açúcares, são mais lentamente absorvidos pelo organismo. O mais comum é o amido, que existe essencialmente nos cereais (arroz e massa, farinha, pão), nas leguminosas secas (feijão, grão de bico, ervilhas), nos tubérculos (batata, batata-doce) e hortícolas;
  • Fibra: tratam-se de hidratos de carbono complexos que não fornecem energia e que o organismo é incapaz de digerir, promovendo assim o bom funcionamento intestinal. Está presente em produtos pouco ou nada processados como cereais integrais, leguminosas, frutas e hortícolas.

Fibra:  cereais integrais ou refinados

De acordo com o seu processamento e teor de fibra, podemos classificar os cereais em integrais ou refinados.

Os cereais refinados são processados e a sua fibra natural é retirada. Por esta razão, causam picos nos níveis de açúcar no sangue o que, por conseguinte, leva a uma queda abrupta destes níveis, provocando mais apetite. Por esta razão, o consumo deste tipo de cereais está associado a um maior risco de obesidade e diabetes tipo 2.

Pelo contrário, os cereais integrais não causam os referidos picos e consequentes quedas instantâneas de açúcar no sangue uma vez que são ricos em hidratos de carbono complexos e fibra, sendo estes os preferenciais na sua alimentação.

Dietas low-carb: porquê?

Sabemos que as dietas low-carb estão associadas a uma redução do consumo de hidratos de carbono e a um aumento da ingestão de proteína. Estudos mostram que este tipo de dietas promovem o emagrecimento, ajudam a controlar os níveis do colesterol, triglicerídeos, glicémia e pressão arterial. Por terem um alto teor de proteína, ajudam também à diminuição de massa gorda, ao aumento de massa muscular e da saciedade, sendo muito benéficas para quem tem excesso de peso.

No entanto, apesar da restrição deste macronutriente poder reverter a obesidade, isto não significa que estes são os vilões ou os causadores do excesso de peso.

Existem muitas fontes de hidratos de carbono integrais e ricos em fibras que, consumidos em quantidades controladas, são benéficas para a saúde e essenciais numa alimentação variada e equilibrada.

É importante conhecer os diferentes tipos de hidratos de carbono e o efeito que os mesmos têm no seu corpo e na sua saúde. Informação e equilíbrio são o segredo para tirar o maior partido dos alimentos e tornar a sua alimentação mais rica.  

*Os resultados variam de pessoa para pessoa e dependem da adesão ao programa.

**Custo de Chamada Local - Dias úteis das 9H00 às 13H00 e das 14H00 às 18H00