Glúten: Toda a Verdade

Neste artigo encontrará toda a verdade sobre o glúten.

Em relativamente pouco tempo, o glúten – qual estrela de Hollywood em ascensão – passou de apenas conhecido por um grupo reduzido de pessoas, a hot-topic em qualquer revista, blog ou conversa entre amigos.

Os produtos gluten-free, que inicialmente eram difíceis de encontrar, hoje enchem prateleiras de supermercados e com muita variedade.

A questão é: faz sentido retirar o glúten da sua alimentação? A Dieta Easyslim esclarece.

O que é o glúten?

O glúten resulta da junção de duas proteínas insolúveis, a gliadina e a glutenina, que se encontram nas sementes do trigo, do centeio e da cevada. Estas proteínas, quando juntas, são responsáveis por dar às massas a consistência elástica que as faz crescer e esticar, sem partir.

Que produtos contêm glúten?

O glúten pode ser encontrado em vários alimentos, até mesmo naqueles que não imaginaria.

Qualquer alimento que tenha na sua composição trigo, centeio ou cevada, contém glúten. Isto inclui, de forma generalizada:

  • Pães;
  • Cereais de pequeno-almoço;
  • Bolos;
  • Bolachas;
  • Massas;
  • Pizzas;
  • Cerveja.

Contudo, estes cereais também podem estar presentes em sobremesas variadas, alheiras/farinheiras, refeições congeladas, molhos, sopas instantâneas, entre outros.

A aveia tem glúten?

A aveia, embora seja naturalmente isenta de glúten, é muitas vezes cultivada, transportada e processada em conjunto com outros cereais, pelo que é comum que exista contaminação cruzada. No entanto, já existem produtores que garantem isenção de glúten na aveia que produzem. Deste modo, para fazer uma alimentação isenta de glúten, é imprescindível a leitura constante e cuidada dos rótulos alimentares.

Quem é que não deve ingerir glúten?

Não devem ingerir glúten todos aqueles que tenham doença celíaca ou intolerância/sensibilidade ao glúten.

O que é a doença celíaca?

A doença celíaca resulta de uma reação do sistema imunitário à presença de glúten, através de uma resposta do organismo contra o seu próprio intestino. Consequentemente, há uma atrofia progressiva das vilosidades intestinais, responsáveis pela absorção de nutrientes no intestino delgado. Deste modo, todo o processo resulta numa diminuição da absorção intestinal de nutrientes e, consequentemente, desnutrição.

Por sua vez, a intolerância/sensibilidade ao glúten não-celíaca ocorre quando o diagnóstico é feito após análise de todos os sintomas e exames clínicos e provavelmente provém da exposição frequente à proteína. Apesar de não ser considerada doença celíaca, visto que não existe uma resposta do sistema imunitário, os sintomas intestinais melhoram, ou até desaparecem, após retirar o glúten da dieta. Indivíduos com intolerância/sensibilidade ao glúten não podem ser considerados celíacos, pois são capazes de tolerar o glúten, apesar dos sintomas desagradáveis provocados pela sua ingestão.

Uma dieta sem glúten ajuda a emagrecer?

A eliminação do glúten da dieta, como forma de perda de peso, tem sido praticada e publicitada por algumas figuras públicas. No entanto, atualmente, não existem estudos que comprovem o seu efeito na perda de peso em indivíduos sem doenças associadas ao glúten. Ou seja, em indivíduos saudáveis, a exclusão de alimentos com glúten não apresenta benefícios na perspectiva da perda de peso.

O que alimentos gluten-free têm menos calorias?

Os alimentos gluten-free não têm necessariamente menos calorias. Na verdade, estes alimentos podem apresentar valores calóricos mais elevados, menos proteína e menos fibra, uma vez que são elaborados a partir de cereais refinados, com a adição de outros ingredientes, como a gordura e o açúcar. Estes alimentos também tendem a ser significativamente mais caros.

Deste modo, uma dieta sem glúten é indicada apenas no tratamento de doenças associadas ao glúten, sem esquecer que, para isso, é fundamental um correto diagnóstico, efetuado por um profissional de saúde habilitado.

*Os resultados variam de pessoa para pessoa e dependem da adesão ao programa.

**Custo de Chamada Local - Dias úteis das 9H00 às 13H00 e das 14H00 às 18H00